Notícias

Gestão humanizada reflete positivamente no dia a dia dos consultores técnicos e no orçamento da cooperativa


Se comparássemos a Coocafé a um carro, poderíamos dizer que os consultores técnicos são a força motriz, o motor, o que movimenta. Afinal, são eles que rodam quilômetros de distância todos os dias para levar aos associados produtos inovadores, conhecimento avançado, tecnologia, soluções integradas. Para que esse motor funcione bem é preciso combustível, e esse seria o produtor, as culturas, uma região privilegiada como as matas de Minas e Montanhas Capixabas. E tão importante quanto, para esse carro seguir sempre no caminho da excelência é preciso uma direção muito bem alinhada, através de uma gestão humanizada, e esse compromisso a Coocafé cumpre à risca.

Pensando sempre um passo a frente, a cooperativa alterou a forma de locomoção de parte da sua equipe técnica-comercial, de motocicleta para automóvel. Além do conforto, o carro facilita o trabalho em dias chuvosos. Para o diretor de produção e comercialização Pedro Araújo, é importante que os colaboradores se sintam valorizados ao receberem um automóvel como uma ferramenta para melhorar o seu trabalho e proporcionar maior segurança e qualidade de vida.

Para tornar isso possível, a cooperativa estudou o que seria mais viável, principalmente falando economicamente. O gestor de frotas da Coocafé, Marcos Vinicius, explica que a terceirização da frota é uma alternativa que impacta positivamente no orçamento da cooperativa já que não há despesas além do aluguel dos automóveis - “Essa modalidade permite também uma previsibilidade dos custos, além da segurança, já que cada veículo passa regularmente por manutenções preventivas e corretivas. E menos burocracia, pois locadora realiza toda a parte de gestão de multas e notificações, realizando a indicação dos condutores infratores aos órgãos estaduais. Pagamento de IPVA e licenciamento”.

Segurança, estabilidade, conforto e planejamento são os principais pontos destacados pelo consultor técnico Márcio Roberto, da unidade de Ibatiba/ES. O colaborador pontua: “Nós circulamos em vias federais e ao mesmo tempo em estradas da zona rural, a segurança tem que ser primordial. O automóvel proporciona estabilidade e conforto e se estamos confortáveis vamos render ainda mais, vamos nos planejar melhor e ser mais efetivos”.

Voltar Imprimir

Como ser sócio?

Clique no botão ao lado e veja como é fácil tornar-se um sócio da Coocafé

Newsletter