Notícias

Conab divulga primeira Previsão de Safra de 2013


A primeira estimativa de produção de café (arábica e conilon) da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para a safra 2013 indica que o País deverá colher entre 46,98 e 50,16 milhões de sacas de 60 quilos do produto beneficiado.

O resultado representa uma redução entre 7,6% e 1,3%, quando comparada com a produção obtida na temporada anterior. Essa redução se deve ao ano de baixa bienalidade.

A maior redução é observada na produção de café arábica, com queda entre 8,73% e 2,27% (redução entre 3,35 milhões e 870,7 mil sacas). Para a produção do robusta (conilon), a previsão aponta desde uma redução de 4,0% a um crescimento de 1,64%, ou seja, redução de 499,9 mil a um aumento de 204,9 mil sacas.

A produção do café arábica representa 74,71% (34,99 a 37,47 milhões de sacas) da produção do País, e tem como maior produtor o Estado de Minas Gerais, com 67,93% (24,25 a 25,45 milhões de sacas) de café beneficiado.

O robusta participa da produção nacional com 25,29% de café beneficiado. O estado do Espírito Santo se destaca como o maior produtor dessa espécie, com 77,30% (9,24 a 7,869,81 milhões de sacas).

A área plantada com as espécies arábica e conilon no País totaliza 2.375,79 mil hectares. O resultado mostra um crescimento de 1,99% sobre a área de 2.329,36 hectares, existentes na safra 2012, ou seja, foram acrescentados 46.428,8 hectares.

Em Minas Gerais está concentrada a maior área com 1.241,12 mil hectares, predominando a espécie arábica com 97,7%. A área total estadual representa 52,49% da área cultivada com café no País, e consequentemente o primeiro do ranking nacional.

No Espírito Santo está a segunda maior área plantada com café, totalizando 496,76 mil hectares, sendo 308,08 mil hectares com a espécie conilon e 188,68 mil hectares com a arábica. O estado é o maior produtor da espécie conilon, com participação de 77,3% na produção do país.

Na Zona da Mata Mineira, os levantamentos de campo apontam um aumento da produção nos municípios visitados em 25,5% quando comparados com a safra anterior. A área em produção para a região está estimada em 308.353 hectares, crescimento de 1,43% em relação à safra passada. A produtividade média alcançada foi de 25 sacas/ha. Tal expectativa de crescimento da produção se deve a bienalidade positiva das lavouras, a melhora dos tratos culturais incentivados pela recuperação dos preços do café, a baixa carga produtiva na safra 2012 e às condições climáticas favoráveis no período pós-floradas. Ressaltamos que todos os municípios visitados apontam para um crescimento expressivo da produtividade, refletindo as boas condições produtivas dos cafezais, e demonstrando, uma vez mais, o descompasso de produção existente entre a região da Zona da Mata e as demais regiões cafeeiras do Estado.

Já no Espírito Santo, a primeira estimativa para a safra cafeeira de 2013, considerando o ponto médio dos intervalos, indica uma produção 12.836 milhões de sacas. Desse quantitativo, 3.314 (25,82%) milhões de sacas serão de café arábica e 9.522 (74,18%) milhões de sacas de café conilon. Essa produção é oriunda de um parque cafeeiro em produção de 450.846 hectares. A pesquisa indica uma produtividade média de 19,40 sacas por hectare para o café arábica e 34,00 sacas por hectare para o café conilon, resultado em uma produtividade estadual, ponderando café arábica e conilon de 28,47 sacas por hectare. Fazendo um paralelo entre a produção de 2012 e 2013, verifica-se acréscimo de 2,67% na produção geral do Estado. Houve acréscimo de 18,82% para o café arábica e pequeno decréscimo, cerca de 2,0% para o café conilon. O acréscimo significativo da produção de café arábica se deve ao fato da renovação e revigoramento das lavouras sobre novas bases tecnológicas. As lavouras no ano de 2012 não obtiveram a produtividade esperada. Para 2013 as condições climáticas, até o momento, foram favoráveis, com boa floração, fertilização e adequada formação de frutos, associada ao bom vigor vegetativo das lavouras. Se não ocorrer problemas climáticos no período de enchimento de grãos, a produção estimada pode ser confirmada.

Fonte: Conab, com adaptações da Comunicação Coocafé

Voltar Imprimir

Como ser sócio?

Clique no botão ao lado e veja como é fácil tornar-se um sócio da Coocafé

Newsletter