Notícias

Como se preparar para a colheita do milho de silagem e para o período com escassez de alimento natural


O processo de ensilagem tem crescido na região Sul Capixaba e Matas de Minas, com forte atuação da Coocafé. Há um período ideal para realizar a colheita do milho de silagem e preparar o alimento para a estação mais seca do ano.

A silagem, como é conhecida, é um processo de conservação da forragem, fermentada em sistema anaeróbio, e pode ser armazenada por um longo período. O mais utilizado é de milho, podendo ser realizado também com sorgo, capim ou cana.

Para quem trabalha no campo, o ano é dividido em dois períodos distintos: época das águas (abundância de alimentos) e seca (escassez de alimento e ausência de chuvas). A ensilagem do milho permite que o produtor tenha alimento para seu gado no inverno. A colheita do milho de silagem iniciou na segunda quinzena de janeiro e é muito importante se atentar às etapas, pois é uma cultura que necessita de um investimento relativamente alto e o ideal é evitar perdas durante o processo.

O médico veterinário da Coocafé, Valdean Lourenço, conversou com a assessoria da cooperativa e em entrevista para o programa Alvorada Sertaneja destacou algumas informações essenciais.

É muito importante acertar o ponto da colheita para aproveitar o máximo possível do potencial da planta.”

  • O grão ideal deve estar com linha de leite ao meio ou no aspecto farináceo do milho, dessa forma a relação entre matéria seca e energia é favorecida, pois já está formado econtém menos água e mais amido;
  • Preparar com antecedência o maquinário, seja próprio ou terceirizado. Estar atento à regulagem da máquina para que ela possa realizar o corte no tamanho desejado. O corte feito da maneira correta contribui para a compactação desse material, tornando-a mais uniforme.

Valdean reforça ainda que “independente da forma que vai ser armazenado, é importante que seja feito de forma cuidadosa, principalmente quando armazenado em silo de compactação, quanto mais tirar o ar do material, melhor ficará o produto final ali armazenado.

Além de ter o alimento natural para o gado, é possível enriquecer ainda mais a forragem através do uso de inoculantes. Esses microrganismos aceleram o processo de fermentação da silagem e colaboram para o controle da deterioração da matéria, evitando mofo e micotoxinas. A dieta do gado deve ser elaborada com a ajuda de um profissional, jamais dispensando o uso de uma ração de qualidade.

imagem meramente ilustrativa

Voltar Imprimir

Como ser sócio?

Clique no botão ao lado e veja como é fácil tornar-se um sócio da Coocafé

Newsletter