Qualidade

Qualidade

A Coocafé está localizada entre as regiões cafeeiras da Zona da Mata de Minas Gerais e as montanhas do Espírito Santo, caracterizadas por montanhas de altitude entre 450 e 1.100 m, com clima predominantemente úmido e chuvas bem distribuídas durante o ano, acumulando 1.150 mm. A temperatura média anual varia entre 18 e 25º C, o que propicia condições favoráveis à produção e à qualidade de cafés arábica e conilon.

As propriedades da região são predominantemente de agricultura familiar, ocupam pequenas áreas e têm em média de 5 a 10 ha de café cultivado. Na maioria das vezes, as propriedades ainda carecem de estrutura de seca, pois as estruturas são bastante rústicas, porém adequadas e eficientes para a produção de café de qualidade, tanto no cereja descascado quanto no natural.

Agricultura Familiar

A colheita é realizada a partir de abril. Nas regiões mais elevadas, ela se estende até final de agosto e setembro. Os cafés são colhidos na derriça ao pano, acondicionados em sacaria ráfia e transportados às estruturas de seca das propriedades, onde seguem ao processamento do café natural ou cereja descascado. As estruturas montadas para o processamento do café natural são formadas com lavadores, terreiros e secadores, dimensionados de acordo com a produção e tamanho das propriedades. No processamento do cereja descascado, são utilizados lavadores-separadores mecânicos, descascadores, estufas, terreiros e secadores, também dimensionados para atender a demanda de produção e tamanho das propriedades. O armazenamento na região é realizado nos armazéns da Coocafé.

O parque cafeeiro é formado por cultivares de porte baixo, predominando as cultivares Catuaí e Catucaí nas diversas linhagens de frutos vermelhos e amarelos, tendo também destaque ao acauã, katipó e nas regiões mais baixas o conilon. Os estandes estão sendo formados com densidade variando entre 4.000 e 6.000 plantas por hectare, propiciando produtividades médias superiores a 45 sacas de café por hectare.

Os tratos culturais estão evoluindo consideravelmente por meio da assistência técnica e dos Dias de Campo da Coocafé, propiciando uma cafeicultura sustentável com utilização de roçadas, conservação do solo, podas, fertilizações com base técnica em análise de solo, foliares e produção. Assim, tem incentivado a realização do planejamento anual e encerramento da safra.

O café da região tem qualidade de exportação, atendendo a crescente demanda por cafés de qualidades superiores, com a produção de cafés bebidas duras, livres de rio, rio minas e conilon. A amplitude de alturas das montanhas permite a produção de cafés e características de regiões elevadas – como médias e baixas – dando condições para realizarem blends de qualidade, tanto na produção de cafés naturais quanto cerejas descascados.

Vale ressaltar que a Coocafé teve papel decisivo quanto à produção de café de qualidade na região, uma vez que em 1979, quando a cooperativa estava sendo fundada, o café produzido pelos agricultores da região não tinha o perfil de qualidade, fato comprovado pelo percentual de café bebida, que era praticamente irrelevante.

É possível perceber uma constante evolução nesse quesito, pois há dez anos o café da região ainda não era bem aceito como café de qualidade, apesar da produção de café bebida ser em torno de 40%.

Hoje, o café produzido na Zona da Mata mineira já ganhou concursos nacionais de qualidade e é reconhecido como um dos melhores cafés do Brasil. E, de certa forma, a Coocafé teve uma grande influência nisso tudo. O perfil de qualidade vem sendo comprovado nos armazéns da cooperativa, que nos últimos anos receberam 75% de café bebida.

Como forma de incentivar ainda mais a produção de café de qualidade, a Coocafé criou o CONCURSO COOCAFÉ QUALIDADE REGIONAL, realizado desde  2007, onde o número de participantes praticamente dobrou em relação à primeira edição.

Mas não podemos deixar de registrar que o principal responsável pela qualidade do café é o produtor rural, que, sabendo das necessidades do mercado, está cada vez mais interessado em participar dos treinamentos oferecidos pela cooperativa e em seguir as instruções passadas nas consultorias técnicas.

Como ser sócio?

Clique no botão ao lado e veja como é fácil tornar-se um sócio da Coocafé

Newsletter